Fraudes com recurso a identidades falsas na internet

idendidades_falsas

Por norma, as identidades falsas são assumidas com recurso a fotografias existentes na internet, nomeadamente  nos perfis de redes sociais.
Assim, quando alguém interage consigo em ambiente digital, a fotografia exibida nem sempre corresponde ou representa o seu real utilizador.
Os motivos para isso acontecer podem encontrar-se relacionadas, em muitas situações, com intenções fraudulentas.
Certamente que já se deparou com pedidos de amizade em redes sociais que lhe levantaram dúvidas. O que poderá fazer nessas situações?

Pesquisa invertida de fotografias no Google

Como saber se uma fotografia correspondente ao utilizador? Uma das formas passa por efetuar uma pesquisa invertida de uma fotografia no Google.
Para tal basta copiar o registo fotográfico suspeito e carregar o mesmo através do motor de pesquisa do Google.
Muito embora não seja um processo totalmente fiável, poderá identificar eventuais correspondências dessa fotografia na internet.

Este procedimento pode igualmente ser utilizado para a identificação de outras fotografias, nomeadamente em anúncios de viaturas.

video_chamada

Recurso a videochamada

Uma outra forma de ter a certeza que está falar com a pessoa correta passa por promover uma videochamada com a mesma.
No decorrer dessa conversa, de forma inadvertida, poderá pedir-lhe para efetuar determinados movimentos para ter a certeza que não se trata de uma gravação. Este tipo de procedimento é muito útil em diversas situações de fraude.

Crimes normalmente associados à utilização fraudulenta de fotografias alheias

  • Crime de Falsidade informática, previsto no art.º 4º da Lei nº 109/91, de 17/8 (Lei do Cibercrime).
  • rime de Gravações e fotografias ilícitas – art.º 199.º do Código Penal.

Esclarecimentos adicionais?

Na eventualidade de pretender eventuais esclarecimentos pode consultar o nosso assistente virtual ou utilizar o formulário de contacto disponível aqui.

Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Veja todos os comentários