Sequestro de contas Fortnite : Ative já a autenticação a dois fatores

fortnite_dupla_verificação_netsegura

Verifica-se atualmente um incremento significativo no sequestro de contas Fortnite. A ativação da autenticação a dois fatores pode ajudar a proteger-se.
Após o surgido  do Fortnite no ano 2017, rapidamente se tornou um jogo com milhões de utilizadores a nível mundial. As receitas geradas encontram-se cifradas na ordem dos biliões de euros anuais.
Paralelamente a este sucesso, tem surgido um verdadeiro mercado negro relativo à venda de contas de utilizadores entretanto hackeadas.
Estas contas, da Epic Games, podem ser adquiridas na darkweb ou simplesmente em leilões do Ebay, causando prejuízos avultados aos seu criadores originais.

Como se processa o sequestro da conta Fornite?

falso_gerador_vbucks_netsegura

As credenciais das contas da Epic Games Store podem ser hackeadas de diversas formas:

  • Através de engenharia social;
  • Links maliciosos que oferecem falsos conteúdos;
  • Restauro da palavra-chave para caixas de correio eletrónico acedidas de forma ilegítima.

Ative já a autenticação a dois fatores

A forma mais segura de se proteger passa por ativar a autenticação a dois fatores na conta da Epic Games Store. Torna-se um processo simples, sendo que ainda recebe um bónus por esta ativação de segurança, respeitante a uma dança.

  • Em primeiro lugar terá que aceder à conta Epic Games Store;
  • Posteriormente dirija-se às configurações da conta, junto do separador Senha e Segurança;
  • Após este passo, navegue até Autenticação de dois fatores;
  • Poderá então por optar pelo tipo de autenticação desejado (Aplicativo Autenticator | Autenticação por SMS | Autenticação por E-mail);
  • Por último, basta introduzir o código de segurança enviado junto do utilizador.

Na eventualidade da sua caixa de correio eletrónica ter sido comprometida, a opção de autenticação por E-mail poderá não ser das mais seguras.

Crimes associados a esta atividade delituosa

  • Burla informática e nas comunicações, crime previsto no art.º 221.º do Código Penal.
  • Acesso ilegítimo, previsto no art.º 7º, n.º 1 e 2 da Lei nº 109/91, de 17/8 (Lei do Cibercrime).

Esclarecimentos adicionais?

Na eventualidade de pretender eventuais esclarecimentos pode consultar o nosso assistente virtual ou utilizar o formulário de contacto disponível aqui.

Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Veja todos os comentários